Totalidade do casamento.

Resumindo (ai que dó resumir só nisso!?) essa foi a cara do casamento.

Sem cadeiras tiffany, sem cristais, com arranjos altos, com muito muito muito verde, com o por do sol, com aconchego, com cara de festa, mas sem aquela cara clichê de casamento.
Just what we wanted.

Long.

Imagina só esse tamanho de mesa coletiva?

O propósito de mesa coletiva (para mim) é você não se intrometer num jantar de 6, quando seu número é 2 e a mesa é para 8. Se a mesa é coletiva, tem mais um monte de 2 por lá e fica todo mundo mais a vontade. Não acha?

Uma idéia.

Quando eu digo para vocês aqui as minhas preferências, não é para presumir que o casamento vai ser igualzinho.
Igual mesmo, só o sapato. Hahaha, única certeza.

O que acontece é que eu gosto de mostrar referências para mim e para quem lê aqui, e ver as coisas lindas que é possível fazer.

A idéia é mesa coletiva, todo mundo junto e feliz!
Mas não vai ser assim pois não cabem todos os convivas numa mesa só, e também vai ter piso de madeira em cima da grama pras muié poder vir de salto ;)

Enfim, é só a idéia.

Todomundobemjuntinho.

Tô virando fã de mesas coletivas. Tudo bem que os meus convidados não vão todos se conhecer, e ser íntimos. Mas assim dá uma chance pra acuendação, pro entrosamento maior do pessoal, né?
Além do que, é super chato você chegar e estar num grupo de 9 e as mesas serem para 8 pessoas.

Só espero educação dos meus convidados de não pularem um lugar quando não conhecerem a pessoa ao lado, neam!?