Na cabeça delas.

O vestido das daminhas (lá vem mais um post da série estragando surpresas) é bem tradicional. Em realidade lembra os vestidos que eu usava quando pequena, de uma loja linda e fofa chamada Chicletaria.

Aí eu pensei: o vestido delas será todo branco, com detalhes costurados em branco mesmo. Os meninos, bem, tadinhos, não tem graça nenhum terno. Então vamos falar das meninas!

Uma coisa assim para a cabeça?
Na mão eu pensei em fazer a placa “Lá vem a noiva”, ou algo como balões em forma de coração. Ainda não sei…
E claro, tem as alianças, né!

Pensemos.

The kids.

A primeira coisa que eu já discuti comigo mesmo e entramos num consenso (uau!), é que as crianças – especialmente as meninas vão usar uma roupa minimamente confortável.
Visto isso, fico pensando: entrar fazendo o que? Segurando o que? Já terão pétalas de rosas jogadas no chão…

Achei fofa a idéia de balões de gás!
Ah, e eu gosto da plaquinha “Lá vem a noiva, toda de branco!”.
But I’m sure the groom won’t aprove it…

Fadinhas.

Eu morro se uma daminha usar essa roupa.

Olha quanta fofura!

Eu estava pensando aqui. Eu já fui daminha e usei uma roupa não muito confortável.
Aí eu queria fazer a gentileza de deixar as daminhas escolherem a própria roupa.

ALOKA.

Eu pensei em escolher roupas que sejam minimamente confortáveis para os pequenos e visualmente aceitáveis.