Convidando.

Eu sou do time que gosta de um casamento com cara de casamento, mas sem aquela caaaara tradicional. Dá pra entender?

Então. E se o convite da o tom, todo convite precisa ser naquele modelo padrão m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o?

convites

Não. Pode ser assim também:

juliana+leandro_64

Até porque se eu aparecesse com um convite “tradicional”, muitos convidados e amigos saberiam que não era a minha cara e eu tinha sido amarrada, judiada, forçada obrigada a fazê-lo.
E a mesma fornecedora faz tanto tradicionais como mais “arrojados”.

Salvando a data.

Quando ficamos noivos, eu enviei um Save The Date para todos meus familiares e amigos que moram fora do Brasil, para que na minha maior esperança e com o mundo girando em torno do meu casamento eles pudessem organizar as férias brasileiras em junho.

Pensando hoje, acho que devia ter enviado o Save The Date para todos os amigos, não só os que moram fora, dando aquele gostinho de “está chegando o meu casamento, yeeeeey!”.

O que eu vim dizer é: convite de casamento é uma coisa mega cara (quem acha que não, galera, vai dar uma volta nesse mercado!), e inventar mais um convitezinho de Save The Date, pode ser mais uma grana gasta. Por isso trouxe uma opção bem bacana e muito mais em conta pra mostrar pra vocês.

Uma amiga da faculdade montou uma empresa chamada PaperOut, que funciona da seguinte maneira: você se cadastra no site, costumiza seu cartão do jeitinho que quiser escolhendo até o envelope!, fica realmente com a sua cara e bonitinho.

Tá bom, o meu não ficou tão bonitinho…

E aí pelo próprio site você envia aos convidados e consegue saber até quem recebeu e a hora que leu \o/

Entra lá e arrasa! http://www.paperout.com.br/

 

Agradecendo

Quando você ganha presente no seu aniversário, a pessoa te entregou em mãos, viu seu sorriso e ouviu seu muito obrigado.
Mas, em casamentos, o caso é diferente. Muito poucos entregam o presente em mãos até porque os noivos estão ficando maluquinhos.
Quando nós fizemos o convite, a organizadora falou do tal cartão de agradecimento, que eu achei fofura, mas não indispensável.
E o que eu percebi? É indispensável sim. Seja educada ;)

Agradeça os presentes. Um por um. E todos eles.

Dá trabalho? Orra!!! Nós terminamos nossos cartõezinhos agora pouco (só conseguimos enviar em setembro… O casamento foi em junho).
Sinceramente? Todos aqueles que nos presentearam ficaram super felizes e contentes em receber um cartão agradecendo a presença e o presente.

E eu, fiquei feliz porque assim eles sabem que nós vimos, gostamos, e vamos usar cada coisinha que ganhamos juntos, nessa nova fase.

Ps-longo: É comum que o cartão de agradecimento seja o nome dos noivos (ex: Adriana Balbo Sobrenome e Meu Marido Lindo), no entanto, nós optamos por fazer um cartão com a nossa cara (assim como foi tudo neste casamento, hehe), e colocamos o “æ” que é o nosso símbolo. Por isso, não precisa ficar no modelo padrão, basta fazer algo legal e que os outros entendam ;)

E o convite?

Eu soube que o convite dá o tom do casamento.
Confesso que achei isso super sem graça, pois pretendia fazer algo mais fofo do que aquele papel branco e aquela letra feia falando que os pais convidam, bla bla bla.
O medo é, você faz um convite divertido e fulano me aparece de jeans no casamento, ou sei lá, camiseta de banda, camiseta rasgada, camiseta… Eu ia mandar o moço pegar uma roupa emprestada no vizinho e voltar decente.
Agora a questão é: como vai ser o convite do meu casamento?

Queria colocar o æ.

Motivos pessoais <3